A Microsoft esclareceu o que quis dizer ao afirmar que usuários de cópias piratas do Windows façam o update gratuito para o Windows 10. Não será essa “mamata”